terça-feira, 14 de agosto de 2012

Eu sou...








Eu sou a subjetividade das palavras
Das cores eu sou o surrealismo
Das flores eu sou o lírio
Dos poemas o delírio
Não tente me entender
Sua mente vai gritar
Suas vistas vão arder
Eu não sou pra se decifrar
Sou apenas para amar
Sou apenas para te ser
Ser um riso a qualquer hora
Ser a mão que te apóia
Ser os braços que te envolvem
Ser o quente que te cobre
Ser canção no teu silêncio
Ser o alivio na tua dor
No teu cinza... Ser a cor
Não tente me racionalizar
Assim você vai me perder
Pois eu sou a subjetividade das palavras
Das cores eu sou o surrealismo
Das flores eu sou o lírio
Dos poemas o delírio






Lira

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Olhe direito...



Nem tudo que reluz é ouro...
Nem tudo no baú é tesouro...
Nem toda rima é poesia...
Nem todo sorriso é alegria...
Nem toda lágrima é sofrimento...
Nem toda citação conhecimento...
Nem toda lembrança é saudade...
Nem toda maquiagem é vaidade
Nem todo grito é sofrimento...
Nem tudo que enche a barriga é alimento...
Nem todos que não te abraçam são seus inimigos...
Nem todos que te abraçam são seus amigos...
Nem todo não é maldade...
Nem todo sim é bondade...
Nem todo braço erguido é acolhimento...
Nem toda mão recuada é ressentimento...
Nem toda fala desorganizada é anormal...
Nem toda fala articulada é de intelectual...
Nem tudo na ida é o que é...
Nem tudo na vida é como se quer!



Lira





"Portanto, pelos seus frutos os conhecereis" Mateus 7.15-20."

segunda-feira, 19 de março de 2012







"O coração de uma mulher deve
estar tão escondido em Deus,
que um homem deve procurar
a Deus a fim de encontrá-lo.“









Autor: Desconhecido



Montagem: Lira

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Salvação!!





Salvação!!





Homem

De barro e de graça me formou...
A sua imagem e semelhança eu nasci...
Segundo a tua vontade me gerou...
E o sopro de tua vida eu recebi.

Mas eis que o pecado me deformou...
E da sua presença eu fugi...
Aquilo que era puro se estragou...
E a vida que era eterna eu perdi.


Deus

Não temas que minha graça é o que te salva!
E a minha semelhança? Novamente vo-la - dou.
Meu filho agora em ti é a minha esperança...
Sua morte humilhante revê-la todo o meu amor.


Os anjos

A lágrima nos olhos já não existirá
O pecado cometido Jesus já justificou
O estrago feito pelo mal não subsistirá
Pois a santa vida eterna Jesus já recuperou.


Homem

Aleluia! Aleluia! Para sempre ei de louvar, pois o Cristo o Messias morreu e ressuscitou!

Aleluia! Aleluia! Hoje posso descansar, pois a morte de Jesus lá na cruz me libertou!







Lira.



Um dia eu sonhei acordada esse diálogo. Como é bom saber que isso é realidade em minha vida!! Como é bom viver a realidade da salvação que Cristo Jesus realizou para aqueles que nEle crê!! Aleluia, aleluia hoje eu posso louvar!!!



Aleluia!!


sábado, 2 de julho de 2011

Ao Meu Senhor N° 5/ Conversão.

Salmo feito por um amigo pouco tempo antes de sua conversão. Eu chamo esse poema de Conversão pois ele expressa bem a profunda mudança que acontece com àqueles que encontram Jesus.





Ao meu Senhor (nº 5) / Conversão


Lança-se ao fundo
Do lado esquerdo do peito
Deste enraizado “des-mundo”
Desalmado e sem jeito

Pulsa, desumano e enjaulado
Segregado e vil
Meu coração mutilado
Em um espaço vazio

Sem direção ou rumo
Buscava impetuosa independência
Dentro do vazio de meu mundo
Definhava suspenso e sem diligência

Mas, eis que o meu pensar
Não mais se encontrava
Destilava-se ao ar
Em um simples suspiro quando te olhava

Chorei como criança
Mas, como homem te reconheci
Meu coração criou vida na esperança
De depositar todo o meu viver em Ti

Hoje meu Senhor, descanso em teus braços
Submetendo-me ao Teu reino
Submeto-me ciente de Teu governo
Transbordo ao calor de Teu abraço

Agora, útil ao teu propósito
Reconheço Tua divindade como plebeu
E como integrante de Tua família, distante do ócio
Declaro que Te amo, Cristo... meu Senhor e meu Deus.


domingo, 8 de maio de 2011

Memórias Antecipadas...







Memórias Antecipadas





Se eu morrer amanhã quero que saibam que eu vivi... E que com todos de tudo um pouco aprendi... E do que aprendi o mais importante foi amar!
Jesus, que um dia me amou primeiro, me ensinou que o amor verdadeiro é aquele que se doa sem nada esperar, é aquele que perdoa mesmo sabendo que o outro vai te machucar, é aquele que sofre o dano para que o outro possa se libertar.
Se eu morrer amanhã quero que saibam que eu vivi... E que com todos de tudo um pouco aprendi... E do que aprendi o mais importante foi amar... E mesmo sem saber expressar esse amor direito, eu chorei, gritei, às vezes fiz tudo de qualquer jeito, mas o que me movia foi o amor, esse mesmo que muitas vezes eu não soube expressar.





Lira.